sábado, 29 de novembro de 2014

683 - O desfibrilador voador

Um estudante holandês de 23 anos apresentou um protótipo de um drone ambulância, um desfibrilador voador capaz de chegar a uma vítima de ataque cardíaco dentro daqueles preciosos minutos em que uma vida pode ser salva.
Desenvolvido pelo estudante de graduação de engenharia Alec Momont, ele pode voar em velocidades de até 100 quilômetros por hora. Pintado em amarelo (cor característica dos serviços de emergência na União Europeia - UE) e impulsionado por seis hélices, o drone ambulância pode transportar uma carga de quatro quilogramas - neste caso, um desfibrilador.
"Cerca de 800 mil pessoas sofrem uma parada cardíaca na UE a cada ano e apenas 8 por cento delas sobrevivem. E a principal razão para isso é o tempo de resposta relativamente longo dos serviços de emergência - de cerca de 10 minutos, enquanto a morte cerebral pode ocorrer entre quatro e seis minutos", diz Momont. "O drone ambulância pode fazer um desfibrilador chegar a um paciente situado em uma área de 12 quilômetros quadrados dentro de um minuto, aumentando a sua chance de sobrevivência de 8 para 80 por cento."
Nerdoholic

2 comentários:

Clara Sol disse...

Boa noite Paulo .
Que maravilha este protótipo de um drone. Por que o que mais importa é salvar vidas e se com este aparelho conseguir estar fazendo um grande bem para a humanidade. E como sabemos que muitos não sobrevivem por falta de socorros imediatos e desta forma conseguira apoio com mais rapidez e facilidade. Uma pena que por enquanto só no primeiro mundo que poderão se beneficiar, mas a esperança é a ultima que morre.
Valeu amigo, muito boa esta sua noticia.
Desejando uma ótima noite.
Abraços sempre.
ClaraSol

Paulo Gurgel disse...

Enfim, um drone do bem!