domingo, 1 de janeiro de 2012

334 - Cigarros "medicinais"

Suas absurdas propagandas no passado:
1 Após dez meses de acompanhamento, com exames médicos bimensais, não foram detectados efeitos adversos no nariz, garganta e seios da face daqueles que fumavam cigarros "Chesterfield", nas versões regular e king size. Palavra de "especialista"!
2 Cigarros "Asthma" do Dr. Batty. E não eram só para o alívio dos paroxismos da asma. O espectro de indicações incluía a febre de feno, os resfriados, as doenças da garganta e até o câncer. Apenas não eram recomendados para as crianças abaixo dos 6 anos de idade...

Do mesmo tópico: 85 - Cigarros "medicinais".

3 comentários:

anamargarida disse...

Curiosidades sobre a propaganda enganosa do tabaco. Aliás, o tabaco entrou no Velho Mundo, em 1560, como panaceia para muitos males. Os índios da América acreditavam que o tabaco curava muitas doenças. Os pagés fumavam em rituais religiosos para espantar os males.

Eduardo Aguiar disse...

Eles fumavam e nao morriam interessante nao é?

Paulo Gurgel disse...

Eduardo:
Enquanto a imortalidade não chega.
http://blogdopg.blogspot.com.br/2009/04/enquanto-imortalidade-nao-chega.html