quinta-feira, 23 de junho de 2011

272 - A Pimenta Infinita

Medindo 1,17 milhão na escala Scoville (que mede o grau picante de uma pimenta), esta é agora a mais "quente" das pimentas do mundo. Ela foi cultivada por acidente em Lincolnshire, na Inglaterra.
Apelidada de Infinity Chilli, é consideravelmente mais "quente" que a detentora anterior do título, a Bhut Jolokia, da Índia.
Nick Woods, proprietário da empresa Fire Foods, um dia percebeu a ocorrência de uma nova pimenta mestiça em sua estufa. Intrigado com ela, Nick decidiu prová-la, o que foi uma experiência deveras lamentável. Uma experiência descrita como uma sensação insuportável de queimação que lhe atingiu a garganta, deixando-o por alguns momentos sem condições de falar.
A destronada Bhut Jolokia já foi assunto do blog, em 07/07/10. Clique aqui.
The Presurfer

Esta nota - A Pimenta Infinita - foi publicada em 23 de junho. Mas tinha sido escrita há alguns meses.
Enquanto isso, a Pimenta Infinita (1.257.468) perdeu o seu título para a Niger Viper (1.382.118) e as duas, em seguida, foram ultrapassadas pela Trinidad Scorpion Butch T (1.463.700).
Esses números pertencem à escala Scoville, que mede a ardência dos picantes. Quanto maior é ele, mais ardida é a pimenta.
A fila andou, portanto. O que também prova que, no mundo das pimentas, nenhuma delas esquenta o trono.
Apesar dos pesares, a Pimenta Infinita foi infinita enquanto durou.
E, para evitar novas decepções, só resta apelar para a capsaicina pura (15.000.000). Por ser exatamente o limite superior da escala Scoville, ela jamais será tratada como refresco.

As garotas Jarmilla Elders e Linda Sartoris na colheita da Trinidad Scorpion.
 Blog Carcará

Nenhum comentário: