segunda-feira, 23 de agosto de 2010

203 - O Centro de Estudos do Hospital de Messejana

Histórico
No ano de 1963, o corpo clínico do Hospital de Messejana, após considerar que a instituição necessitava de um órgão responsável pela promoção de eventos científicos, pelo aperfeiçoamento dos profissionais de saúde e por intercâmbios culturais, decidiu sobre a fundação de seu Centro de Estudos. E, na reunião em que se deliberou sobre a sua fundação, também foi aceita – por unanimidade – a proposta do nome do professor Manuel de Abreu para patrono do Centro de Estudos. Era a homenagem do corpo clínico deste hospital (na época, Sanatório de Messejana) ao ilustre médico brasileiro, o inventor da abreugrafia, o qual havia falecido no ano anterior.
Aos vinte e cinco dias do mês de maio do ano de 1965, aconteceu a sessão solene de instalação do Centro de Estudos Professor Manuel de Abreu. Com a tomada de posse da sua primeira diretoria: Dr. Carlos Alberto Studart Gomes – presidente (e também diretor deste hospital durante 39 anos), Dr. Trajano Augusto de Almeida – vice-presidente e Dr. Jorge Alberto de Abreu Matos – secretário.
Na década de 1970, com a progressiva transformação deste tisiosanatório, então administrado pela Previdência Social, em um hospital especializado em doenças do tórax, e com a ampliação de sua área de atuação para abranger as especialidades médicas da Pneumologia, Cirurgia Torácica, Cardiologia e Cirurgia Cardiovascular, o Centro de Estudos Manuel de Abreu, através de suas sucessivas diretorias, também cresceu e se diversificou em responsabilidades e realizações.
Com a cessão do hospital ao Governo do Estado do Ceará, o que ocorreu no início dos anos 90, esta instituição passou a integrar a rede hospitalar pública estadual. Nesta nova esfera de gestão, como se acha previsto no organograma da instituição, compete o exercício da presidência do Centro de Estudos ao chefe da Seção de Estudos e Aperfeiçoamento (SEAP), um cargo de indicação do diretor do Hospital de Messejana.
Presidentes
Dr. Carlos Alberto Studart Gomes – 1965 – 1968
Dr. Jorge Alberto de Abreu Matos – 1969
Dr. Alarico Leite – 1970
Dr. Trajano Augusto de Almeida – 1971
Dr. Amaury Teófilo Brasil – 1972
Dr. Eduardo Régis Monte Jucá – 1973 – 1974
Dr. Francisco de Paiva Freitas – 1975 - 1976
Dra. Márcia Alcântara Holanda – 1976 - 1977
Dr. Raimundo César Barbosa Gondim – 1977 - 1978
Dr. Fernando Freire Maia – 1978 – 1979
Dr. Emanuel de Carvalho Melo - 1980 - 1981
Dr. Sérgio Gomes de Matos – 1981 - 1982
Dr. Francisco Sampaio de Oliveira – 1983 – 1984
Dr. João Petrola de Melo Jorge - 1984 - 1985
Dr. José Augusto Araújo Rocha - 1985 - 1986
Dr. José Sábados Pereira Pontes - 1986 - 1987
Dr. Geraldo Madeira Sobrinho - 1988 - 1989
Dr. Francisco Waldeney Rolim - 1990 - 1991
Dra. Rosalinda Aparecida Famochi Camillo - 1991 - 1992
Dr. José Ronaldo Mont’Alverne - 1993 - 1995
Dr. Juvêncio Paiva Câmara Júnior – 1996 – 1998
Dr. José Milad Karbage – 1998 – 1999
Dr. Antonio Prudêncio de Almeida – 1999 – 2002
Dr. Paulo Gurgel Carlos da Silva – 2003 – 2006
Dra. Célia Maria Felix Cirino - 2007 - 2009
Dr. Filadélfo Rodrigues Filho - 2009 - 2010
Agradecimentos
A Vinício Firmeza e Elany Moreira, do Hospital de Messejana, que me repassaram alguns dados mais recentes para que eu completasse a relação acima.

Um comentário:

Elany Moreira disse...

Bela informação do CEAP do Hospital de Messejana. Fico feliz de ter feito parte dessa equipe! beijos!